08 maio 2013

Eu quero: Caderno de Roupas, Memórias e Croquis


Os traços de Ronaldo Fraga sempre foram sua marca registrada, assim como o rico repertório que permeia cada uma de suas coleções. Até colocar suas criações na passarela, o estilista registra ritualmente tudo. Do tema ao tecido, da cartela de cores às estampas, tudo passa pelos cadernos artesanais, que ele sai em busca antes mesmo de iniciar o seu processo criativo, a cada temporada.

Toda essa memória gráfica e o jeito peculiar de lidar com a moda acabou despertando o interesse de pessoas não só do segmento mas também de outras áreas como artes visuais, design, artes gráficas, entre outras.

Ao rever estes cadernos, Ronaldo decidiu que era hora de transformá-los em livro e assim dividir seu universo criativo que, transformado em roupas, ganha passarelas, araras e as ruas. Zuzu Angel, Nara Leão, Lupicínio Rodrigues, Carlos Drummond de Andrade, Guimarães Rosa, Pina Bausch, Athos Bulcão, e Rio São Francisco são só alguns dos personagens interpretados pelo estilista em suas 36 coleções, que agora estão reunidas no livro “Ronaldo Fraga: caderno de roupas, memórias e croquis”, publicado pela editora Cobogó.

“A ideia de juntar meus desenhos e inspirações neste livro nada mais é do que uma nova forma de registrar a moda. Esta busca por novos formatos sempre fez e fará parte da minha trajetória profissional”, explica.

Ronaldo Fraga priorizou os desenhos, que vêm com pequenos textos e anotações sobre as coleções. “É um livro de histórias contadas a partir de imagens de moda, para atrair a atenção de quem ama nossa área, de uma criança ou alguém de 100 anos”, define. A jornalista Regina Guerreiro, a consultora de moda Costanza Pascolato, e a pesquisadora Cristiane Mesquita assinam textos sobre o estilista e sua obra.

Como não há uma uniformidade entre os cadernos de trabalho de Ronaldo, que  mudam de formato, tamanho e tipo de papel conforme o tema da coleção,  a publicação respeita, e acompanha, esta particularidade. “Cadernos de Roupas, Memórias e Croquis” tem a capa em jacquard misturando diferentes estampas das coleções e a lombada dourada, lembrando livros antigos de contos de fada.

Para realizar seu desejo, o estilista contou com a Editora Cobogó. “Conheço o Ronaldo desde 2008, quando ele fez uma coleção inspirada na minha mãe, Nara Leão. Já ´namorávamos´ uma parceria há muito tempo e, no momento que ele me falou da intenção de lançar um livro, foi irresistível, não pensei duas vezes”, diz Isabel Diegues, à frente da editora.

 O livro também contém textos por Cristiane Mesquita, Costanza Pascolato e Regina Guerreiro.




Um comentário:

  1. Anônimo12:46 AM

    Uma ótima fonte de inspiração...

    ResponderExcluir